segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Mário,vento&momento

Desci com Mário até as plantinhas dele. Ele chama aquilo de horta. Eu chamo aquilo de canteiro. Mas não brigamos por isso. Ventava um vento que só venta em Vila Velha. Mas o vento foi parar lá na horta do fedorentinho. O que quero que saibam sobre Mário, é que ele tem os olhos mais lindos que já vi.
Foi para molhar as plantinhas que descemos. Tínhamos o cheiro de terra molhada, o vento, o meu vestido balançando, os lindos olhos de Mário e eu falando o triplo de gírias que o costume...
Meu braço estava muito molhado de tanto brincar com a água das plantinhas. Ele estava cansado de ficar apoiado na muleta e me chamou para sentar na escada que vai do chão a lugar algum. Uma coisa que preciso que saibam sobre Mário,
é que ele é um chorão.
Conversamos. As plantinhas precisavam de um tempo a sós com a água delas. Ele começou a falar. E uma coisa que não esperava escutar dele eram palavras românticas. Apesar daqueles olhos e um lindo sorriso, não esperava que ele falasse coisas belas sobre amor e tal.
O que ele me falou não era uma declaração, confissão ou qualquer coisa do tipo. Mas o que ele falou sobre amor era amor. Entende? Ele falou que apenas estaria com uma mulher se a mesma amasse mais a Deus que a ele. Isso não saiu da minha cabeça. Ele falando que se ela amasse a Deus mais, ela não sofreria tanto. Porque ele erraria muito, ela se decepcionaria, ele a magoaria cedo ou tarde. Mas Deus não faria isso e ela estaria segura. Uma coisa que quero que saibam sobre Mário, é que ele diz coisas belas.
Eu fechei os olhos em algum momento. Tinha um vento gostoso e o cheiro de terra molhada. O que ele disse fez tanto sentido... E eu me senti segura. Não pelo Mário sorrindo do meu lado. Mas pelo que ele disse...
Logo estávamos falando sobre tatuagens e ele me chamou de conservadora ou de velha ou qualquer coisa assim pelo fato de não ter a cabeça raspada e uma tatuagem no seio esquerdo. Fiquei com raiva. Falei que as plantinhas iam morrer afogadas. Subi para comer biscoitos. Ele chama biscoitos de bolachas. Mas não brigamos por isso.
Uma coisa que gostaria que soubessem sobre Mário,
é que ele consegue fazer bons momentos, mas sempre estraga tudo falando besteira..

*****

Se existe um lugar

Onde eu possa estar

Pra ficar perto de ti
Me diga

Se há algo a fazer que me leve além...

Um comentário:

  1. Eu realmente gostei desse, é claro, simples.
    Gostei mesmo.

    ResponderExcluir

Sem horas e sem dores,esse espaço é recomendado para seus escritos, sejam eles sobre o texto ou sobre a resposta fundamental da vida,do universo e tudo mais.


E-mail para tagarelar mais:
anaclaraj@gmail.com

Fica um abraço pra quem sentir vontade de receber um.